.

12 de janeiro de 2014

E aí, o que tem pra hoje?


Depois de um longo hiato, eis que retorno à blogosfera.  Ano passado ia fazer uma postagem especial pelos meus 14 anos na vida blogueira, mas o pique de 2013 me deixou tonta e não tive tempo pra nada. Esse foi um dos motivos que me fizeram deixar de lado os meus blogs Profissão: Jornalista e o Feminina Plural. Pensando nisso, e em tudo que me acontecia no momento, foi que veio à minha cabeça a pergunta: o que tem pra hoje?

Comecei a reparar que estava me surtando demais com o amanhã e ficando estressada com o ontem, mas esquecendo de viver o hoje. Observando as pessoas sempre ouvia um ou outro dizendo “o que tem pra hoje?”. E isso não importava em que sentido fosse. Um dia foi um rapaz perguntando o menu do dia no restaurante, outro dia foi um office-boy perguntando à recepcionista e por aí vai. Foi quando vi meu reflexo na tela do celular e ri fazendo a pergunta à mim mesma: e aí Ana, o que tem pra hoje?

Percebi naquele momento que não sabia responder a uma pergunta tão simples. Estava tão focada em estudar, terminar o curso, começar a trabalhar, pagar desesperadamente minhas contas. Só pensava no amanhã, depois de amanhã, semana que vem, mês que vem... E o hoje, que é bom, nada. Dei um sorriso irônico interno e deixei pra lá, tempos mais tarde o “hoje” me pegou de jeito e desprevenida.

Ano passado decidi mudar de vida radicalmente. E em todos os sentidos. Joguei pro alto minha carreira jornalística e fui abandonando os blogs aos poucos. Cada vez mais o conteúdo que eu gerava fazia menos sentido pra mim. Optei por estagnar e ver o que iria acontecer mais pra frente. Mergulhei de cabeça num sonho antigo de trabalhar com animais e consegui (com a ajuda da minha madrinha) fazer o curso tão sonhado de Estética Animal.

Tudo começou a ir tão rápido que não parei pra restar atenção no “hoje”. Quando vi o jornalismo já tinha ido pra quarto plano, os blogs estavam chegando em décimo e meu foco era apenas aprender e aprender. De repente veio a proposta de começar a trabalhar mesmo antes de me formar. Com sede de colocar tudo em prática aceitei o desafio e mergulhei outra vez cabeça. E novamente esqueci de olhar o “hoje”.

Nesse meio tempo, já vinha colocando de lado a minha vida pessoal. Depois de uns contratempos em relacionamentos amorosos em 2012, resolvi que 2013 meu foco não seria direcionado aos homens. E quando percebi passei o ano inteiro trabalhando dobrado, estudando feito louca, sem vida social, sem um abraço, sem beijo e no fim percebi que estava tão sozinha e que tinha perdido todos os “hojes” de 2013...
Quando dei por mim tudo foi desmoronando. O trabalho me dava cada dia mais prazer, mas os contratempos me atropelaram no fim de ano. Tive que me recolher do chão e começar de novo. A solidão cada vez apertava mais, porém, não conseguia ver nada nem ninguém à minha frente. Foi quando notei: não estou reparando no “hoje”.

Foi quando tive um “click” e percebi que precisava voltar a escrever. Mas ao olhar meus blogs vi que os assuntos tratados não faziam mais parte do meu “hoje”. Precisava de um lugar novo, um espaço para novos sonhos, um cantinho para colocar novos “hojes” e foi assim que nasceu o “O que tem pra hoje?”.

Consegui criar um espaço onde pudesse falar sobre tudo sem precisar focar em um nicho específico. Um canto onde eu pudesse colocar meus fantasmas pra fora, soltar minha voz, falar de trabalho e de amor. Um local onde eu olhasse e pudesse responder, enfim, a pergunta que tanto me intrigou ano passado inteiro. Finalmente eu poderia dizer o que tinha no meu “hoje” e transformar o meu amanhã em algo melhor...

E você, o que tem pra hoje?


4 comentários :

Douglas Costa disse...

Eis que estou me perguntado - E você, o que tem pra hoje? - ainda não encontrei a resposta... Porém desejo sucesso e vamos que vamos não podemos parar.

Antenor Thomé disse...

O que tem pra hoje?
Vi que temos algo bom!! Uma ótima oportunidade de recomeço e de reencontro.
O que vamos ver por aqui? Não sei nem se você tem essa resposta, mas isso é o mais legal, o inesperado.
Acho uuma tremenda sacanagem você estar "fora" do universo do jornalismo. Tem muito talento pra ficar afastada.
Entendo que a vida vai nos levando por caminhos que nem sempre esperamos ou planejamos e o mais importante é a felicidade que esses percursos nos trazem.
Se você está feliz é o que importa... é o que tem pra hoje!!!

Bjos e sucesso Ana

Antena

Aparecido Rosario disse...

Que tenha uma longa vida!!! :)

Ana Magal disse...

Obrigada pelo carinho meninos! E vamos, que vamos mesmo! Hoje o dia já está terminando, mas amanhã a gente pergunta o que teremos de bom novamente :)

Como o pessoal do AA, vambora viver um dia de cada vez!

Postar um comentário